Nissan Skyline

O Nissan Skyline é um supercarro não muito conhecido por aqui (a não ser nos jogos de videogame), mas muito popular no Japão, sendo o Nissan Skyline GT-R um dos responsáveis pelo início do movimento tuning. Considerado por muitos o melhor carro para drift (modalidade de tunning), o Nissan Skyline não é feito para ser exportado para outros países. Por ser um modelo esportivo de alta performance, causa polêmica, e sua mão de direção fica do lado esquerdo, sendo necessário adaptá-la para o ocidente. Além disso, sua tração permanente nas quatro rodas e o eixo cardã que vai na roda traseira também ficam do lado esquerdo. Por isso, poucos países recebem o carro. A produção do Nissan Skyline iniciou-se me 1955 com a empresa Prince Motor Company. Depois do lançamento da segunda geração do carro em 1966, ocorreu a fusão da Prince com a Nissan e aí vieram as modificações no projeto.

As primeiras versões comercializadas não usavam o nome Skyline. Eram chamadas de Nissan A200GT e Prince A200GT

Em 1969 surgiu a terceira geração com motor de 6 cilindros (o antigo tinha 4), 2.0 litros (1988 cc) e 106 cv; e mais tarde um menor (1973 cc) com 109 cv. Para equipar o Skyline GTR foi criado no mesmo ano um motor chamado S20, de 6 cilindros, com 1998 cc e 160 cv.

A Quarta Geração, surgida em 1972, apresentava um design com linhas mais esportivas e trazia 4 modelos diferentes: 1600GT, 1800GT, 2000GT-X, e a 2000GT-R.

E o Skyline continuou a passar por várias mudanças:

Quinta Geração – com a crise do petróleo em 1977, o GT-R foi extinto para dar lugar a modelos mais econômicos e leves: 1600TI, 1800TI e 2000GT e 2000GT ES.

Sexta Geração – depois de diminuir a potência dos carros da geração anterior, a Nissan lançou em 1981 a série R30 de Skylines, com novos motores mais potentes (DOHC 2.0 litros, 4 cilindors e 16 válvulas), chamados FJ20 e que equipavam o R30 RS, com 145 cv e o R30 RS Turbo com 190 cv.

Sétima Geração – dando continuidade ao modelo R30 foi criado o R31 Skyline GTS-X., que serviria de plataforma para o desenvolvimento do motor de 6 cilindros em linha RB20DET 2.0 DOHC turbo-intercooler com 180 cv. Um grande avanço incorporado foi o sistema de esterçamento das quatro rodas e um Spoiler dianteiro ajustável.

Oitava Geração – apelidado de Godzila por causa das linhas dianteiras dos faróis que lembravam olhos, e a tomada de ar do intercooler e radiador que lembravam uma boca, o R32 veio com tudo em 1989. De elevada performance, era equipado com o potente motor de 6 cilindros em linha RB26DETT 2.6 DOHC 24V Biturbo, produzindo 276 cv. Somado ao HICAS, o R32 GT-R marcou a introdução do sistema Nissan ATTESA de tração integral e com controle eletrônico de distribuição de torque através de sensores entre as rodas dianteiras e traseiras, com o objetivo de se conseguir as melhores condições possíveis de aceleração. A versão V-Spec (Victory Specification) tinha alterações na calibragem na suspensão e freios a disco Brembo nas quatro rodas. Esse carro ficou tão potente que ganhou todas as corridas que disputou na época, chegando a ser banido.

Nona Geração – O BNCR33 manteve a tradição do R32 sofrendo poucas mudanças: um entre-eixos maior para permitir maior estabilidade em altas velocidades e linhas mais arredondadas.

Décima Geração – o BNR34 possui nove opções diferentes de Skylines, como sedans, coupes, tração traseira, motores de 2.5 litros e o GT-R. Esse modelo recebeu além do sistema ATTESA-ETS (controle eletrônico inteligente de distribuição de torque nas

quatro rodas), um novo HICAS, chamado Super HICAS, que através de um novo software comanda o gerenciamento de forma otimizada do esterçamento das quatro rodas.

O Nissan Skyline ganhou várias prêmios na categoria melhor carro do ano e é o sonho de consumo de muitas pessoas.

 

Deixar um Comentario:

POR POUCO TEMPO !!!
Publicidade
FeedBurner

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Visitas